Freis durante entrega de alimentos arrecadados em um assentamento de Marabá Paulista (Comunicação ALSF / Cedida)

Fraternidade Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus completa 20 anos de fundação

Evandro Marques / Pastoral da Comunicação

11/08/2020

Fruto de muita doação e trabalho, a Fraternidade Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus completa 20 anos de fundação neste dia 11 de agosto. A fraternidade, que é uma Associação Pública de Fiéis administrada por freis franciscanos, foi oficialmente reconhecida no ano de 2000, logo após Dom Orani João Tempesta, bispo de São José do Rio Preto na ocasião, erigir o decreto.

O objetivo da fraternidade é estar a serviço dos pobres e necessitados, seguindo a espiritualidade franciscana, na simplicidade e na alegria.

“O maior patrimônio da nossa fraternidade e associação são as pessoas que Deus nos coloca pelo caminho, que nos auxiliam na construção desse projeto franciscano do segmento de Jesus, do geral que são excluídos do mundo. Agradecemos a Deus por tantas bênçãos e prodígios que Ele fez em nossa vida e aproveitamos para renovar todos os nossos votos e compromissos para servir mais e melhor”, ressalta o Frei Tarcísio Marchini, atual diretor administrativo do Hospital Regional.

Na imagem, os três freis que representam a Fraternidade na região atualmente (Comunicação ALSF / Cedida)

No Oeste Paulista, a fraternidade conta com diversos freis que atuam em três comunidades terapêuticas (Álvares Machado, Pirapozinho e Presidente Prudente), além de manterem o projeto “Amor que Cura”, administrarem o Hospital Regional de Presidente Prudente (SP), o Ambulatório Médico de Especialidades (AME) e o Hospital Estadual de Primavera.

Hoje, os freis da fraternidade atuam em 74 obras da associação. Entre as maiores obras, destaca-se o Hospital São Francisco na Providência de Deus, localizado no Bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ), que possui cerca de 200 leitos a mais que o HR de Prudente Prudente.

(Site Hospital São Francisco/Reprodução)

Segundo o frei, a fraternidade conta com mais de 50 frades e possui obras missionárias no Haiti e em Portugal. Em outubro, a Associação irá completar 35 anos com diversas obras sociais.

“Foram muitas bênçãos e graças, desafios e dificuldades, mas isso representa a abundância de graças em nossa comunidade. A gente sente a mão de Deus estar na providência”, afirma o Frei Tarcísio Marchini.

Frei Tarcísio com as roupas arrecadadas durante a pandemia (Comunicação ALSF / Cedida)

“Na região [do Oeste Paulista], aceitamos o convite para ir ao Pontal do Paranapanema, em Rosana, no Distrito de Primavera. Aceitar esse desafio fez com que nos ‘pós-graduássemos’ no atendimento a saúde, crescêssemos enquanto associação, no atendimento a saúde e mostrou que é possível dar um atendimento de qualidade, humano, digno, acolhedor, para a pessoa que é usuário do SUS”, destaca o Frei Tarcísio Marchini.

História

A Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus nasceu em 1985, quando o padre Nélio Joel Angeli Belotti iniciou o projeto de recuperação de dependentes químicos juntamente com alguns voluntários, inspirados em São Francisco de Assis.

No dia 24 de fevereiro de 1987, a fraternidade recebeu as bênçãos de Dom José de Aquino Pereira, então bispo de São José do Rio Preto (SP), que aprovou a mesma com “ad experimentum”. Além disso, trocou o nome de padre Nélio para Frei Francisco e revestiu-lhe com o hábito franciscano.

Em 11 de agosto de 2000, a fraternidade é acolhida na igreja pelas mãos de Dom Orani João Tempesta, bispo de São José do Rio Preto (SP) nesta ocasião, que a erigiu por meio de um decreto como Associação Pública de Fiéis.

O carisma da comunidade consiste em: observar o Santo Evangelho de Jesus Cristo, repetindo o abraço de São Francisco de Assis no irmão leproso de hoje, ou seja, acolher aqueles que o mundo rejeita.

De acordo com o Frei Tarcísio, as obras eram pequenas quando a comunidade nasceu. “Numa cidade de menos de cinco mil habitante [Jaci-SP], dávamos acolhimento aos que procuravam a recuperação nas comunidades terapêuticas e atendíamos as pessoas da cidade. Não tínhamos o objetivo de sermos uma grande congregação, mas Deus foi abençoando e nos chamando a servir cada vez mais.”

As ações contam com dezenas de voluntários que se solidarizam para promover assistência médica, momentos de espiritualidade, visita a domicílios, atividades recreativas e também contribuem com a entrega de alimentos, roupas e sapatos arrecadados.

Missão “Amor que Cura”

O projeto nomeado Missão “Amor que Cura” é um conjunto de ações sociais da fraternidade, que tem como objetivo levar esperança de recomeço a milhares de adultos e crianças em situação de extrema pobreza, além de ser um espaço de comunhão entre as pessoas.

“Amor que Cura” durante missão em Narandiba, antes da pandemia (Comunicação ALSF / Cedida)

Na região, o projeto está parado por conta da pandemia, porém a arrecadação de alimentos, produtos de higiene e limpeza continuam. “É um local onde os missionários do amor são muito mais do que voluntários e podem partilhar conosco do nosso carisma, da nossa missão e da nossa espiritualidade”, afirma o Tarcísio Marchini.

Comunidades Terapêuticas

Em 2019, a TV Facopp Online produziu um documentário para falar sobre a história dos 10 anos da Associação aqui em Presidente Prudente e a atuação das três comunidades terapêuticas na região. Confira o vídeo completo abaixo:

Deixe seu comentário!

Onda Viva