Seminário Diocesano

História

O Seminário Diocesano Nossa Senhora Mãe da Igreja de Presidente Prudente (SP) foi construído a partir da chegada do primeiro bispo diocesano, Dom José de Aquino Pereira, que viu a necessidade de construir um Seminário Menor para aqueles que desejassem ser preparados para o sacerdócio. O início da construção teve o auxílio do clero de Assis.

O atual terreno do Seminário foi adquirido pela Mitra Diocesana em maio de 1961, do Sr. João Turato e Dona Elisa Lauro. A partir de então, Dom José de Aquino viabilizou o projeto de construção do Seminário e passou a coletar doações para o início da obra.

No dia 14 de setembro de 1963, no 46º aniversário da cidade de Presidente Prudente, durante a festa com a presença de padres e autoridades, a Diocese presenteou a cidade com o lançamento do Seminário Diocesano. Pouco mais de dois anos depois, em 19 de março de 1966, na festa de São José, foi inaugurada a primeira ala no Seminário.

A denominação dada ao Seminário Diocesano vem do título dado à Maria Santíssima: Nossa Senhora Mãe da Igreja, que é, mencionado na Constituição Dogmática Lumen gentium do Concílio Vaticano II, e também é o nome da paróquia a qual o Seminário pertence.

O curso Propedêutico, que possui grade curricular específica, inclusive com coordenação pedagógica própria, teve início em 1979 e corresponde àquela fase intermediária entre o Seminário Menor e o Seminário Maior e prepara, principalmente, aqueles que entram no Seminário Maior sem ter feito nele o Ensino Médio.

Documentário

Em 2016, a Faculdade de Comunicação Social da Universidade do Oeste Paulista (Unoeste) em parceria com o Seminário Diocesano de Presidente Prudente, produziu um videodocumentário chamado “Eis-me aqui” que conta a história dos 50 anos do Seminário.

Videodocumentário “Eis-me aqui”

* Com informações do livro Polianteia Diocesana

SEMINARISTAS 2019

Onda Viva